Conheça Serial Killers brasileiros que chocaram o país com seus crimes.

Serial Killers são tipos de assassinos que cometem homicídios em série, tendo como principal características em suas condutas, um intervalo de tempo entre um crime e outro.

Segundo a Jurista Ilana Casoy,em seu livro Serial Killers, Made in Brazil, editora ARX, a maioria dos assassinos começam a agir na fase dos 20 aos 30 anos e não sentem remorso pelos crimes cometidos. Essa falta de culpa contribui para a reincidência e faz desses homens o tipo mais perigoso de criminoso.

Febrônio, Índio Brasileiro(1895-1984)

Febrônio foi acusado de várias tentativas de estupro seguidas, e do assassinato de três pessoas, segundo a polícia, ele estuprava depois matava as vítimas.
Febrônio acreditava ser “filho da luz” uma espécie de entidade mágica, que tinha a função divina de purificar pessoas.

Preto Amaral, considerado o primeiro Assassino em série brasileiro, em 1927.
Autoria da Foto: Policia Civil do Estado de São Paulo/ Museu do Crime.

Segundo suspeitas, ele estuprou e matou 5 jovens. Ao ser preso, confessou a autoria dos delitos.

Estranhamente, meses depois de sua prisão, alguns crimes continuaram acontecendo.

Benedito Moreira de Carvalho

Benedito Moreira de Carvalho nasceu em 10 de agosto de 1908, em Tambaú, São Paulo.

Fez 11 vítimas. Costumava estuprar e depois mata-las.

Entre suas vítimas havia menores. O criminoso é conhecido como “O Monstro de Guaianases”.

Francisco de Assis Pereira – O maníaco do parque

Francisco de Assis Pereira, que ficou conhecido como o maníaco do parque, é um assassino em série brasileiro.

O maníaco do parque estuprou e matou pelo menos seis mulheres e tentou assassinar outras nove em 1998.

Chico Picadinho

Chico Picadinho, um dos serial Killers mais conhecidos da história do Brasil, Francisco da Costa Rocha, é um assassino em série brasileiro que esquartejou 2 mulheres, em 1966 e 1976, respectivamente

Marcelo Costa de Andrade, vulgo Vampiro de Niterói.


Marcelo Costa de Andrade, vulgo Vampiro de Niterói. Foi condenado por ter matado cerca de catorze meninos nas redondezas de Itaboraí, cerca de 30 quilômetros de Niterói, no Rio de Janeiro, no ano de 1991.

Retrato falado de José Paz Bezerra, vulgo Monstro do Morumbi.

José Paz Bezerra, vulgo Monstro do Morumbi.

Um serial killer brasileiro responsável pela morte de mais de 20 mulheres nos estados de São Paulo e no Pará, durante as décadas de 1960 e 1970.

Francisco das Chagas

Francisco das Chagas, Serial Killer maranhense, matou 16 meninos e após o crime, emasculava/amputava pênis de suas vítimas.

O Açougueiro da rua arvoredo, o fabricante de linguiça humana.
A fotografia é uma reprodução, feita em uma peça de teatro sobre o caso, no inicio do Século XX.

O Açougueiro da rua arvoredo, José Ramos e Catarina eram casados e montaram um açougue, a mulher “atraía” as vítimas para o açougue, para que fossem mortas por José Ramos, após mata-las Ramos esquartejava e moía parte da carne das vítimas e com elas fabricava linguiças, vendidas no comércio de Porto Alegre, e que tinham, por sinal, muito boa “aceitação”.
Há uma discussão fortíssima entre os historiadores e juristas sobre a veracidade do caso.

Edson Izidoro Guimarães

Edson Izidoro Guimarães, o enfermeiro da morte, é um ex-auxiliar de enfermagem que assistia no setor de emergência do Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, Zona Norte do Rio de Janeiro, responsável direto pela morte de ao menos 5 pessoas, durante os anos 90.

Laerte Patrocínio Orpinelli, vulgo “Maníaco da Bicicleta”

Laerte Patrocínio Orpinelli, vulgo “Maníaco da Bicicleta“, foi um criminoso (serial killer) brasileiro acusado de espancar, estuprar e estrangular pelo menos 10 crianças matando-as com requintes de crueldade em quatro cidades do interior de São Paulo, sendo Rio Claro a cidade que registrou maior ocorrência de óbitos de menores do maníaco, os crimes perduraram entre o início e o final da década de 90 cessando quando Laerte foi preso em 2000.

Please follow and like us: