Feminicídio ou Suicídio: a misteriosa história da morte da sobrinha de Hitler

Os historiadores são unânimes em apontar que o ditador Adolf Hitler foi um dos piores monstros que a história já produziu. Entre as certezas de suas maldades, um fato ocorrido em sua vida ainda é uma incógnita.

Hitler tinha uma meia-irmã chamada Angela que, provavelmente, era a mais normal da família, ela chegou a defender judeus no começo do movimento nazista.

Angela teve uma filha, que nomeou com seu próprio nome, mas a quem chamava, desde criança, pelo singelo apelido de “Geli”.

A pequena Geli, nascida em 1908, foi crescendo sem tanto contato com o tio. Quando Hitler começou a se destacar na política alemã, em 1929, o futuro ditador levou sua irmã e sobrinha para morarem próximas dele.

Com o contato diário com a jovem de 21 anos, Hitler passou a desenvolver um carinho fora do comum para uma relação de tio e sobrinha.

Sabe-se atualmente que o Furher realmente se apaixonou pela menina. Cortejando-a de todas as formas, Hitler passou a desenvolver um sentimento possessivo, chegando a mantê-la como prisioneira em sua casa nas montanhas.

A moça também passou a acompanhar Hitler em inúmeros eventos políticos. Os dois eram vistos juntos cotidianamente durante as rotinas pessoais do futuro ditador. E, com quase 100% de certeza, os historiadores apontam que havia, sim, uma relação incestuosa entre os dois.

Joachim Fest, o autor de uma das biografias mais importantes sobre Hitler, escreveu que Afolf ficou obcecado por Geli: “A afeição que Hitler sentia por essa sobrinha bonita e superficial logo se transformou em um relacionamento apaixonado desesperadamente sobrecarregado por sua intolerância, seu ideal romântico de feminilidade e escrúpulos avunculares. “

Em 1931, Geli é encontrada morta em sua cama. A arma usada era de Hitler. Na época, já como um dos políticos mais poderosos da Alemanha, nenhuma perícia ou investigação policial foram feitas. No atestado de óbito constou suicídio. Alguns jornais chegaram a publicar que Hitler havia matado a própria sobrinha, porém a SS prometeu retaliações a quem publicasse essa tese, o que causou medo na imprensa em geral.

Atualmente, discute-se fortemente a possibilidade de um crime que hoje seria classificado como “feminicídio”. Hitler teria matado a sobrinha por ser possessivo e por não aprovar que ela tivesse a liberdade que estava exigindo para continuar a relação incestuosa com o tio. Talvez, um dia, a história mostre o que realmente aconteceu, no entanto, até hoje, a causa da morte de Geli é incerta e misteriosa.

Acesse o link abaixo e se cadastre no Kindle, e tenha milhares de e-book na palma da sua mão
Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/32TUgiG

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/32TtM0z

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/32QsSBV

Referências:

https://spartacus-educational.com/GERraubal.htm

https://brasil.elpais.com/cultura/2020-08-12/quem-matou-a-sobrinha-do-hitler-o-misterio-ignorado-ha-decadas-e-que-poderia-ter-mudado-a-historia.html

https://historia.nationalgeographic.com.es/a/si-geli-raubal-no-hubiera-muerto-1931-historia-siglo-xx-habria-sido-muy-diferente_15556

FEST, Joachim C. “Hitler”. Trad. de Francisco Manuel da Rocha Filho. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006

Please follow and like us: