A Última Praga: como foi o lockdown bíblico que salvou os filhos do povo hebreu da morte

Durante a escravização do povo hebreu pelo faraó Ramsés, no Egito, as escrituras bíblicas contam que Deus, para convencer o monarca egípcio a libertar seu povo, enviou 10 pragas para atormentar a vida do povo daquele império. Entre essas pragas, estão o envio de gafanhotos para comer as plantações, nuvens de moscas e o Nilo tingido de sangue, porém, nada foi tão forte, quanto a última praga enviada por Jeová.

O Deus hebreu resolveu fulminar os primogênitos das famílias egípcias. Na época, o primogênito era o filho mais importante. Aquele que geralmente levava o nome e a herança da família. Então, Deus mandou avisar que os hebreus deveriam ficar dentro de casa, isolados. Além disso, eles deveriam pintar uma faixa vermelha sobre os batentes de suas moradias, isso impediria que a praga matasse os filhos daquele povo.

E foi assim, com um lockdown e algumas medidas de segurança realizadas pelos hebreus, que Deus matou os primogênitos egípcios, entre eles, o filho mais velho de Ramsés. Vendo o rebento morrer, o faraó não teve outra opção a não ser libertar o povo hebreu para seguir até a Terra prometida guiados por Moisés.

Ramsés chegou a se arrepender e enviou soldados atrás dos ex-escravizados, mas o líder e Deus abriram o Mar Vermelho, o povo passou e os soldados egípcios morreram afogados.

A última praga é um episódio muito conhecido relatado no Livro de Êxodo e ensinado em muitas igrejas cristãs e judaicas.

A história mostra a importância da união da população por uma causa em comum: salvar vidas.

Acesse o link abaixo e se cadastre no Kindle, e tenha milhares de e-book na palma da sua mão
Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/32TUgiG

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/32TtM0z

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/32QsSBV

Please follow and like us: