Confira as propagandas anti-feministas durante a primeira metade do Século XX.

A primeira grande onda feminista, que abrange o final do Século XIX até os anos 30, tinha como uma das principais bandeiras o sufrágio feminino, ou seja, a extensão do direito de votar às mulheres.

Essas manifestações assustaram tanto o poder vigente, que os Estados europeus passaram a ser os maiores financiadores de propaganda contrária ao movimento.

Fonte: Site ArtRef – Paulo Varella

O cartaz mostra uma esposa subjugando o marido. E avisa que ela é uma feminista.
A ideia da propagada era assustar os homens ameaçando seu poder dentro da casa.
O marido toma o lugar da esposa nos serviços domésticos(impensável na época)
Um garoto dá um recado para uma menina feminista.
Policiais prendem uma feminista e a comparam com uma rosa selvagem cheia de espinhos. Mostrando o tratamento que uma feminista deveria ter.
Uma propaganda mostra como seria uma reunião feminista. A arte incita o receptor a achar que os encontros eram apenas para tentar ameaçar o poderio dos homens.
A propaganda mostra a bagunça na casa de uma sufragista. O homem de pé representa o provedor da casa depois de um dia cansativo de serviço.
A propaganda insinua que os bebês de feministas sofrem com a condição da mãe.
Esse cartaz mostra as feministas como mulheres “atiradas”.
Sem legenda!
Essa é bem interessante.
Mostra o marido de uma feminista como um santo. Já que ele teve que cuidar da família enquanto a esposa foi para as manifestações.
Please follow and like us: