A trajetória de Éder Jofre: o maior peso galo da história do Boxe mundial.

Considerado por especialistas como maior peso galo da história do pugilismo, Éder Jofre nasceu em São Paulo e era filho do também pugilista “Kid Jofre”. Quando jovem, Éder tentou estudar desenho arquitetônico, mas por um acidente, perdeu seu material didático, muito caro na época, e teve que abandonar os estudos. Foi quando começou a treinar luta com o pai.

Em 1953, Éder subia pela primeira vez nos ringues como amador, no torneio “Forja de Campeões”, patrocinado pelo jornal A Gazeta Esportiva. Ainda na condição de amador, disputou os Jogos olímpicos de 1956 em Melbourne. Mesmo como favorito, perdeu a disputa pela medalha de ouro. A derrota foi fruto de um terrível erro da delegação brasileira, que colocou o pugilista pra treinar com um lutador bem mais pesado, o que lhe rendeu uma fratura no nariz e baixou seu rendimento nas lutas oficiais, pois só conseguia respirar pela boca.

No final dos anos 50, Éder virou profissional e começou a desafiar lutadores da categoria peso galo. Jofre se tornou um lutador quase imbatível, em 1960 foi pela primeira vez campeão mundial , defendendo o cinturão por incríveis 5 anos. Venceu todos os desafiantes por nocaute, perdendo apenas em 1965 em uma polêmica luta em que seu adversário, o Japonês Fighting Harada, venceu por pontos. A vitória, tanto na primeira luta como na revanche, foi bastante contestada na época. No início dos anos 70, Éder resolveu subir de categoria e ingressou profissionalmente nas lutas de peso pena. E não deu outra, venceu 25 confrontos seguidos, e virou campeão mundial da categoria. Entre as lutas na nova categoria, derrotou lendas do boxe como o Cubano José Legrá, marcando de vez sua superioridade como atleta da “nobre arte”.

Em meados dos anos 70, Jofre perdeu o pai, depois o irmão. Depois dos nocautes que a vida o preparou Éder deixou o boxe e mais tarde entrou para a política.

O legado de Éder Jofre é fenomenal, seu cartel coleciona incríveis:

81 lutas
75 vitórias
50 nocautes
4 empates

Apenas 2 derrotas (os 2 contestados combates contra Harada)

Entre os títulos e homenagens recebidos por sua carreira o pugilista ostenta:

Título de melhor peso galo de todos os tempos, concedido pelo conselho Mundial de Boxe(CMB)

Todos os pugilistas que conseguem manter o cinturão por 5 vezes seguidas , pela Associação Mundial de Boxe, recebem um cinturão chamado “Eder Jofre”.

É o único brasileiro no Hall da fama do Boxe.

Título de nono melhor pugilista da história, segundo a conceituada revista The Ring.

Já apareceu como personagem em mangás japoneses.

Please follow and like us: