A triste história do filho bastardo de Mussolini. O ditador italiano defendia Deus e a família mas abandonou o filho no mundo

Renegado pelo pai, que tentava parecer um homem de família, Benito Albino foi abandonado em um hospício e sofreu ameaças de morte e represálias ao longo da maior parte de sua triste vida

Durante sua juventude, na época em que fazia parte do Partido Socialista, Benito Mussolini se envolveu com Ida Dalser. Os dois namoraram e, em 1914, se casaram, embora o registro desse casamento nunca tenha sido encontrado, há documentos que comprovam a união dos dois. No ano seguinte, eles tiveram um filho, Benito Albino Mussolini, cuja vida foi marcada pelo drama de ser renegado pelo pai e separado de sua mãe.

O casamento com Ida foi “esquecido” por Mussolini quando ele assumiu o poder e, em 1925, ele se casou com Rachele Guidi, com quem já tinha uma filha de cinco anos e teve mais três filhos, construindo uma imagem de bom pai e esposo honrado.
Apesar de Ida Dalser ter ajudado Mussolini financeiramente, vendendo seu salão de beleza para financiar a produção de seu jornal “Il Popolo d’Italia”, quando alcançou suas ambições, ela se tornou um estorvo em sua vida, ele, então, a abandonou e fez de tudo para apagar a existência dela e a de seu filho.

O perfil de “bom homem” que havia construído não condizia com o fato de ter abandonado a mãe de seu primogênito para se casar com outra mulher. Uma história de adultério e de abandono parental não condizia com a imagem que o ditador começava a construir, assim, ele ordenou que a polícia vigiasse Ida e a impedisse de se manifestar publicamente. Logo depois, a internou compulsoriamente em um manicômio, onde ela permaneceu até a sua morte, em 1937, vítima de um derrame cerebral.
Seu filho, Benito Albino Mussolini, teve um destino tão triste quanto o da mãe. Sequestrado pelos Camisas Negras, ele foi, primeiramente, internado em um conservatório para padres. Após a morte de seu tio e a internação de sua mãe, foi adotado por um seguidor de seu pai. Alistou-se na Marinha Italiana e foi enviado para a China. Ao retornar, foi internado em uma instituição psiquiátrica, onde recebia à força injeções que o drogavam e lá morreu em 1942, aos 26 anos de idade.

Essa história foi abafada por muito tempo, porém, nos anos 2000, foram encontrados arquivos confirmando que os fatos eram verídicos. Esse material deu origem a um documentário produzido pelo jornalista Marco Zeno e ao livro “O filho secreto do Duce”, de Alfredo Pieroni, que serviu de fonte para o filme “Vincere”, o qual reconta a história de Ida Dalser e mostra como o seu amor por Mussolini a levou à ruína, levando-a a ser tachada de louca e internada em uma instituição psiquiátrica e fazendo com que seu filho tivesse o mesmo destino simplesmente porque o pai se recusava a reconhecê-lo e assumir publicamente que havia se casado com Ida e a abandonado para contrair um novo matrimônio.

Acesse o link abaixo e se cadastre no Kindle, e tenha milhares de e-book na palma da sua mão
Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/32TUgiG

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/32TtM0z

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/32QsSBV

Referências

https://aventurasnahistoria.uol.com.br/…/a-tragica-vida…

https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq2005200918.htm

https://www.gazetadopovo.com.br/…/o-lado-secreto-de…/

Please follow and like us: