Túmulo, sangue, sirenes, choros e velas: a História de Racionais MCs

O grupo de Rap revolucionou a música brasileira e levou milhões de jovens a reconhecerem suas identidades como periféricos

Em 1988, nascia, no sul de São Paulo, distrito do Capão Redondo, o grupo de Rap Racionais MC’s. Os quatro integrantes, Mano Brown, Ed Rock, Kl-Jay e Ice Blue, revolucionaram a história da música negra brasileira, abrindo espaço para a explosão do RAP paulista no início dos anos 90 do século passado.

Ao longo da história da música brasileira, a periferia ecoava artisticamente a voz de seus habitantes, majoritariamente, através do Samba, pouquíssimos ritmos eram capazes de traduzir as formas de interações das populações moradoras da periferia e sua relação com o Estado e demais classes sociais. Foi quando a pegada RAP e Funk se instalou em São Paulo e Rio de Janeiro, a música negra invadiu as periferias dos grandes centros no início dos anos 80 e fez nascer o fenômeno do Rap Paulista, na figura principal do grupo Racionais MC’s.

Grupo em 1991


A partir de letras ácidas que escancaravam a violência policial, o racismo, o mundo do crime e a luta do pobre contra o sistema, a banda Racionais representou a voz de uma geração inteira. Seus discos, “Raio-x do Brasil” e “Sobrevivendo no Inferno” tiveram profundo impacto nas periferias brasileiras, chegando a alcançar até os aparelhos de som da classe média. Os integrantes do grupo ganharam o respeito de todas as quebradas brasileiras, são ouvidos e admirados nas mais diversas áreas urbanas e até rurais do país .

Músicas como “Racionais Capítulo Quadro Versículo Três”, “Diário de um Detento”, “Fórmula Mágica da Paz”, “Fim de Semana no Parque”, “Um Homem na Estrada”, Nego Drama”, viraram clássicos, influenciaram a literatura marginal e entraram no imaginário popular. As gírias popularizadas pelas canções do grupo adentraram a linguagem cotidiana não só do paulistano, mas de muitos brasileiros. Em seus shows, arrastavam uma multidão de jovens que se viam representados através do microfone dos cantores.

Sobrevivendo no Inferno – um dos melhores discos da história da música brasileira


Quase trinta anos após a fundação, o grupo continua com a mesma formação e na ativa, compondo, tocando e cantando, e ainda são considerados o maior sucesso de rap da história brasileira, tendo seu disco mais famoso, “Sobrevivendo no Inferno”, entre os 20 melhores discos das história da música brasileira.

Clique aqui e se inscreva em nosso canal do YouTube

Please follow and like us: