O “Bicho-papão”: personagem que aterroriza o sono infantil

“Bicho-papão / Sai do Telhado /Deixa esse neném /dormir sossegado“.

A figura do Bicho-papão está presente no imaginário das crianças no mundo todo. Embora haja variações na maneira como essa criatura é nomeada, ela está presente nas histórias infantis de diversas partes do mundo. As diferentes versões de suas histórias falam de um monstro que aterroriza as crianças desobedientes, ficando no telhado, à espreita, pronto para aproveitar a oportunidade de pegar os meninos e meninas mal-educados. Há, ainda, versões que dizem que ele fica embaixo da cama, atrás da porta ou dentro do armário.

Em algumas versões, ele devora as crianças desobedientes. Daí se origina o nome da criatura, já que o termo “Papão” vem de “papar”, palavra que tem o mesmo significado de “comer”.

Assim como muitas outras personagens que provocam medo nos pequenos, o Bicho-papão foi criado com o objetivo de ensinar as crianças a serem obedientes e respeitarem as regras impostas pelos adultos.

Figura frequente em cantigas de ninar tanto do Brasil, quanto da Espanha e Portugal, o Bicho-Papão aparece também em histórias dos Países Baixos, onde é denominado Zwart Piet (Pedro Negro). Segundo as lendas dessa região, ele pega as crianças malcriadas e as atira no Mar Negro. Em Luxemburgo, ele é chamado Housecker, é um monstro que coloca as crianças em um saco e bate nelas com uma vara de madeira.

Há também uma versão brasileira que diz que o Bicho-papão aparece nas noites de luar, coloca as crianças malcriadas em um saco e as leva para fazer sabão. Para não ser vítima do monstro, é preciso ser sempre obediente, dormir na hora certa e pedir desculpas quando se faz algo errado.

Please follow and like us: