A estranha epidemia de dança de 1518 que levou muitas pessoas a óbito

A história contada nas próximas linhas é estranha e assustadora, mas ao que tudo indica, real. Em 1518, em Estrasburgo, na época uma pequena vila Francesa, uma mulher chamada Fao Troffea, sem motivo aparente, começou a dançar sem parar em uma das ruas da vila. Após 3 dias dançando sem descanso, outras pessoas começaram a se juntar a ela, em menos de 1 mês 400 pessoas se juntaram aos dançantes.

O caso de histeria coletiva foi tão forte que muitos dos dançarinos morreram por exaustão ou ataque cardíaco, pois dançavam sem interrupção.

Nobres da região contrataram médicos e até padres para tentar solucionar a epidemia, mas não adiantou, a histeria continuava. A dança coletiva só terminou quatro meses depois do início , quando a maioria das pessoas chegou à exaustão total. Um jornal da época informou que 15 pessoas chegavam a morrer por dia.

A história é tão absurda que levanta dúvidas sobre sua veracidade, porém, há fontes diversas sobre o assunto, entre elas documentos oficiais do governo francês e relatos de religiosos e médicos que acompanharam o surto.

Até hoje historiadores tentam encontrar a causa para o fato, a explicação mais aceita é que os moradores de Estrasburgo foram acometidos por uma espécie de contágio cultural típico de sociedades que passam por sérias dificuldades sociais, nessas ocasiões, movimentos de massa que não fazem sentido se tornam normais e o ambiente social fica propicio para Histerias Coletivas.


Referências:

https://super.abril.com.br/mundo-estranho/o-que-foi-a-praga-de-sao-vito/

https://www.terra.com.br/amp/noticias/ciencia/epidemia-de-danca-ha-495-anos-pessoas-requebravam-ate-a-morte,13493422714df310VgnVCM5000009ccceb0aRCRD.html

https://revistagalileu.globo.com/amp/Sociedade/Historia/noticia/2016/11/o-que-causou-estranha-epidemia-de-danca-de-1518.html

https://medium.com/revista-subjetiva/o-que-est%C3%A1-por-tr%C3%A1s-das-epidemias-de-dan%C3%A7a-d7a1c211f155

Please follow and like us: