Marido bandido, barra de ferro, ataque à rival:  a triste e confusa história de Tonya Harding

Tonya Harding foi a primeira patinadora norte-americana a executar um “triple axel”, um giro triplo no ar. Ela nasceu em 12 de novembro de 1970, em Portland, nos Estados Unidos. Cresceu em uma família pobre e enfrentando intensa pressão de sua mãe que, ao descobrir o seu talento para a patinação, passou a forçá-la a treinar cada vez mais.

Treinando desde os três anos de idade e enfrentando fortes abusos de sua mãe, Harding se tornou uma patinadora de excelência, mas, ao mesmo tempo em que evoluía na patinação artística, se sentia cada vez mais oprimida pela genitora.

Depois dos abusos maternos, ela passa a lidar com um novo algoz, Jeff Gillooly, com quem se casou aos 20 anos de idade. Os abusos físicos e psicológicos contra Tonya Harding se tornaram tão intensos, que ela chegou a pedir uma ordem de restrição contra o marido.

Enquanto brilhava nas pistas de patinação, Tonya vivia dramas pessoais bastante intensos e isso piorou quando Nancy Kerrigan, sua maior rival na patinação artística, foi atacada com um bastão de metal após um treino. Harding passou a ser considerada a principal suspeita e isso destruiu a sua carreira.

O ataque tinha sido feito for Shane Stant, homem contratado por Jeff Gillooly, na época, ex-marido de Tonya, e por seu guarda-costas, Shawn Eckhardt. O plano era tirar Kerrigan da Olimpíada de Inverno. Então, no dia 6 de janeiro de 1994, Nancy Kerrigan teve as suas pernas atacadas por um bastão e gritou de desespero diante do ocorrido.

Os ferimentos, porém, foram pequenos e a patinadora conseguiu competir. As consequências para Tonya Harding, no entanto, foram terríveis. Mesmo sem provas de sua participação no crime, foi a ela que coube o peso de vilã da história.

Até hoje não ficou provado qual foi exatamente o seu envolvimento no ataque a Nancy Kerrigan. Ela apenas admitiu que sabia do envolvimento do ex-marido, mas não avisou as autoridades. Esse fato, porém, manchou para sempre a sua carreira e muitos só se lembram dela por causa desse escândalo. Todo o seu talento na pista de patinação foi esquecido e restou a ela somente o título de criminosa que mandou atacar a rival.

Tonya Harding e Nancy Kerrigan

Harding ainda tentou carreira como boxeadora, mas não teve sucesso e acabou abandonando o esporte. 

Tonya Harding sempre negou qualquer envolvimento com o crime, mas o título de maior vilã do esporte americano acabou ficando com ela.  Depois dos abusos sofridos pela mãe e pelo marido, ela se tornou alvo da imprensa e da sociedade americana, viu a sua carreira se esfacelar e seus feitos na pista de patinação darem lugar a uma trama policial que a colocam como cúmplice de uma atitude criminosa e antidesportiva.

Nunca foi confirmado qual o grau de envolvimento da patinadora no atentado contra Kerrigan, mas a sua condenação foi dada pelo mundo esportivo e pela opinião pública e ela viu a sua carreira ruir em meio às acusações que sofrera.

Referências:

https://www.bbc.com/portuguese/geral-42242719

https://www.nexojornal.com.br/externo/2018/03/31/O-que-foi-o-caso-Harding-Kerring.-E-como-ele-exp%C3%B5e-dramas-do-esporte

https://abcnews.go.com/US/tonya-harding-scared-infamous-1994-baton-attack-nancy/story?id=52221270

Please follow and like us: