Conheça a origem da superstição em torno da sexta-feira 13

É sempre muito difícil determinar a origem de uma superstição. Normalmente, vários fatos vão sendo relacionados até que determinada crença seja construída. É o caso da ideia de que sexta-feira 13 é um dia de azar.

Embora seja corrente o pensamento de que essa visão negativa sobre essa data tenha a ver com a crucificação de Cristo, há explicações bem anteriores a isso. Uma delas diz que a origem dessa crença é pagã e fruto da mitologia nórdica.

Conforme esse mito, 12 divindades teriam sido convidadas para um banquete em Valhala, morada dos deuses nórdicos. Entretanto, Loki, o deus do fogo, teria sido excluído do evento e decidido se vingar, fazendo com que um deus cego ferisse Baldur, o deus solar e preferido de Odin, o deus dos deuses. Assim, teria surgido a superstição de que reunir 13 pessoas em um jantar seria sinal de problemas.

Quanto à relação entre o dia 13 e a sexta-feira, a história teria vindo da Escandinávia e se relaciona à deusa da fertilidade e do amor, Frigga. Quando houve a conversão das tribos nórdicas ao cristianismo, essa deusa passou a ser considerada uma bruxa. E, de acordo com o mito, como forma de vingança, ela se reunia, todas as sextas-feiras, com 11 bruxas e um demônio, totalizando 13, para rogar pragas contra os humanos. Desse modo, a sexta-feira, dia consagrado à deusa, passou a ser visto como amaldiçoado.  

Há também uma explicação que relaciona essa data com a Última Ceia, afirmando que havia 13 pessoas participando da ceia que antecede a crucificação. O 13º convidado teria sido o traidor e causador da morte de Jesus, por isso, essa data e esse número teriam recebido uma conotação negativa.

Temos, ainda, uma explicação que associa essa imagem de que a sexta-feira é o dia do azar ao período medieval. O rei Felipe IV da França estaria se sentindo ameaçado pelo poder que a Igreja exercia naquele momento, por isso, decidiu integrar a ordem religiosa dos Cavaleiros Templários. Seu desejo, porém, foi negado e, tomado de ódio pela recusa, o rei teria ordenado a perseguição dos templários na sexta-feira, 13 de outubro de 1307.

O fato é que até hoje há um certo misticismo em torno da sexta-feira 13, o que é intensificado por uma série de filmes que abordam essa temática e que dão a esse dia um tom macabro, marcado pelo infortúnio e má sorte.

Referências:

https://super.abril.com.br/mundo-estranho/por-que-a-sexta-feira-13-e-considerada-o-dia-do-azar/

https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/almanaque/por-que-a-sexta-feira-13-e-considerada-um-dia-azarado.phtml

https://revistagalileu.globo.com/blogs/sem-duvida/noticia/2015/02/de-onde-vem-expressao-sexta-feira-13.html

https://www.bbc.com/portuguese/geral-41607731

Please follow and like us: