Voto impresso, fraude? A história da cidade que votou em Eudes Mattar achando que era Lula

Em 1989, foi realizada a primeira eleição presidencial direta após mais de duas décadas de Ditadura Militar. Muitos políticos, entre eles Leonel Brizola, Lula, Fernando Collor, Ulysses Guimarães e até Silvio Santos tentaram o cargo à presidência. Ao final, cerca de duas dúzias de candidatos se inscreveram e foram aprovados pela justiça eleitoral.

Fila para votar em 1989

O resultado dessa quantidade de candidatos foi uma cédula enorme.

a cédula com 22 candidatos

No período, o Brasil tinha mais de 30 milhões de analfabetos e era a primeira vez que eles poderiam votar.

Com a abertura das urnas no primeiro turno, os responsáveis pela apuração na pequena Esperantina, no Piauí, reduto histórico petista, marcou Lula como vencedor. Até aí nenhuma novidade, pois a cidade era marcada pela preferência pelo PT. No entanto, Eudes Marrar, um engenheiro candidato por um partido nanico, PLP, ficou em segundo lugar no município.

Imagens de reuniões sindicais em Esperantina

A princípio, ninguém entendeu nada. Mas depois, olhando com mais cuidado, a justiça eleitoral percebeu o que ocorreu. Lula e o PT, pensando no voto dos analfabetos, aproveitaram que o nome do candidato era o primeiro da cédula para orientar seus eleitores com condição de não leitores. A propaganda do PT dizia: “Para votar em Lula, era só marcar um ‘X’ na primeira opção da cédula”. Os mesários da pequena Esperantina entregaram muitas cédulas de ponta cabeça, e quem era o último nome do papel? Eudes Mattar, que ninguém conhecia.

Propaganda de Eudes Mattar

Eudes teve aproximadamente 160 mil votos, mesmo com 6 segundos de propaganda na TV e sem dinheiro para a campanha.

Não se sabe até hoje quantos desses votos foram de fato de Eudes ou repetiram o feito da pequena Esperantina, no Piauí.

Comitê do PT em Esperantina
Comitê do PT em Esperantina, era o único de um partido político na cidade

Referências:

http://memoria.bn.br/pdf/030015/per030015_1989_00222.pdf

GUILHERME, Cásio Augusto. “A eleição de 1989: direita x esquerda”. Revista Urutágua – Revista Acadêmica Multidisciplinar. Universidade Estadual de Maringá (UEM). N. 34, junho-novembro, Ano 2016.

https://www.eeh2020.anpuh-rs.org.br/resources/anais/15/anpuh-rs-eeh2020/1596675436_ARQUIVO_0952ec3460d9750f4f79ede99b5da7aa.pdf

Please follow and like us: