De Pablo Escobar aos Irmãos Rodrigues: a história do Narcotráfico na Colômbia em imagens raras

Mega traficantes como Pablo Escobar, José Gacha, os Irmãos Orejuela e o conflito feroz entre autoridades e os poderes paralelos, transformaram a Colômbia no país mais violento do mundo por quase duas décadas. O número de mortes é incontável e as perdas vão de camponeses a políticos de alto escalão.

O plantio e tráfico internacional da cocaína era controlado por cartéis, os mais conhecidos eram o Cartel de Medellín (controlado por Pablo Escobar) e o Cartel de Cali (controlado pelos irmãos Orejuelas), essas organizações detinham poderes inimagináveis, bancavam políticos, controlavam parte da polícia, exército e sociedade colombiana. De tempos em tempos, entravam em guerra pelo controle do mercado consumidor estadunidense. Os decorrentes conflitos, a intervenção da CIA e da INTERPOL incentivaram o crescimento de grupos paramilitares muito bem armados, o que jogou a Colômbia em uma Guerra Civil desastrosa que vitimou muita gente e atrasou o crescimento do país por anos.

Carlos Lehder, era o responsável direto por colocar a cocaína dentro dos Estados Unidos.
Era um dos braços direitos de Pablo Escobar, e integrante do Cartel de Medellín.
Pessoas carregam um quadro de Pablo Escobar na rua, crianças se impressionam com a imagem,
para parte da população Colombiana ele era considerado herói.
Essa é Griselda Blanco, conhecida como uma das primeiras narcotraficantes Colombianas, ela foi uma das arquitetar por trás do Cartel de Medellín.
Segundo informações de jornalistas e da polícia Colombiana, ordenou, em uma década, a morte de 500 pessoas.
Dizem que Pablo Escobar aprendeu quase tudo com ela.
Um homem morto pelo grupo paramilitar Los Pepes, o grupo armado perseguia pessoas ligadas ao Narcotraficante.
Gilberto Rodrigues Orejuela. Após a morte de Escobar, Gilberto e seu irmão Miguel
tomaram conta da maior parte da exportação de Cocaína. Eles eram os chefões do Cartel de Cali.
Atentado arquitetado e executado a mando de Pablo Escobar ao prédio da DAS – Polícia Secreta Colombiana.
Pablo Escobar com seu braço direito, o assassino “Popeye”, unico homem de confiança de Escobar, falecido em 2020
Escobar em uma partida de futebol. Ele era dono de um dos times da primeira divisão e principal acionista do ramo.
Atentado contra o Ministro da Justiça Rodrigo Lara Bonilla, em 1984, Bogotá. O político tomou
decisões divergentes do interesse dos narcotraficantes e foi assassinado.
José Gacha, conhecido com Gonzalo ou El Mexicano, traficante sócio de Pablo Escobar.
Os irmãos Uchôa. Criadores de cavalos que possuíam pequena porcentagem nos negócios do Cartel de Cali.
Pablo Escobar durante um carnaval em Bogotá.
O assassinato de Luis Carlos Galán, em 1989, a mando de Pablo Escobar.
A plataforma política de Galán era pautada no combate ao narcotráfico.
Carlos Ledher, braço direito de Escobar e principal exportador de cocaína.
Escobar em frente a um carro de corrida, que ele patrocinava no começo de sua carreira, ainda como contrabandista.
Escobar mandou derrubar um avião.

O voo iria de Bogotá, capital colombiana, a Cali. O avião estava no ar cinco minutos quando um artefato explosivo foi detonado a bordo, provocando a ignição de vapores num tanque de combustível vazio. A explosão rasgou a aeronave ao meio. Todas as 107 pessoas a bordo foram mortas. Os restos do avião, ao cair no solo, ainda mataram 3 pessoas.

A explosão da bomba do voo 203 foi o pior ataque criminoso em muitas décadas de violência na Colômbia. O ataque terrorista foi articulado por Pablo Escobar, principal líder do Cartel de Medellín, e o mesmo assumiu a responsabilidade pelo ato, dizendo que o alvo era César Gaviria Trujillo, o então candidato a presidente líder nas pesquisas, embora ele não estivesse no voo.
José Santacruz Londoño, “El Chepe”, um dos líderes do Cartel de Cali. Principal responsável pela entrada de Cocaína nos Estados Unidos.
Um cartaz espalhado pelos quatro cantos da Colômbia, oferecendo recompensas para quem entregasse os líderes do Cartel de Medellín.
Membros das Farcs, grupo que domina parte do território colombiano
Gustavo Gaviria, primo e considerado como irmão por Pablo Escobar.
Segundo nome mais forte do Cartel de Medellín. 
Estrutura do Cartel Cartel de Medellín.
Agentes da DEA e da polícia colombiana mostram o corpo de Escobar sobre o telhado de uma casa.
Pacho Herrera, um dos nomes fortes do Cartel de Cali.
Miguel Rodriguez Orejuela preso. Ele e seu irmão Gilberto eram controladores do Cartel de Cali, maior produtor e exportador de cocaína após a morte de Escobar.
Fotografia da primeira prisão de Pablo Escobar.
Peritos examinam o corpo de Pablo Escobar.
Pinina, um dos maiores assassinos do grupo de Pablo Escobar, responsável por mais de 300 mortes.
O Ataque ao Palácio de Justiça Colombiano patrocinado por Escobar, em 1985. O ataque foi perpetrado pelo grupo armado de esquerda M19. Mas foi bancado por Pablo Escobar.
Dandeny Muñoz Mosquera “La Quica” um dos principais membros do grupo de assassinos de Pablo Escobar. 
O candidato a presidência Luis Carlos Galán Sarmiento discursa sobre providências contra o avanço do narcotráfico.
Atentado que matou o candidato a presidência Luiz Carlos Galan.
Em um muro de um bairro pobre de Medelín.
Andres Escobar, foi considerado o culpado pela derrota da Seleção Colombiana para os Estados Unidos na Copa do Mundo de Futeblo de 1994.
Ele foi assassinado com 10 tiros, segundo a polícia, a mando de apostadores e narcotraficantes que perderam muito dinheiro com a derrota.
Diana Turbay, sequestrada a mando de Pablo Escobar para chantagear políticos. Foi morta em uma operação desastrosa.
A repercussão da sua morta, acabou aumentando a caça ao narcotraficante.
Presidente César Gaviria, principal homem no combate ao narcotráfico.
No governo de Gaviria muitos narcotraficantes foram presos ou mortos.
Policia Colombiana descobre carregamento de cocaína, 1987.
Pablo Escobar e família durante partida de futebol. Sentou ao lado do narrador.
Policia colombiana encontra local onde era produzida parte da Cocaína do Cartel de Cali.
Jornalista Virginia Vallejo García foi amante de Pablo Escobar.
Animais encontrados na fazenda de Pablo Escobar
Lideres do Cartel de Cali
Please follow and like us: