O genocídio Armênio, um dos maiores crimes da história humanidade

Durante 1915 e 1918, os turcos exterminaram intencionalmente grande parte da população armênia, em um crime cruel e pesado que poucas vezes é lembrado pela história

Muito se fala sobre genocídios na história do século XX. O evento mais conhecido foi o assassinato de Judeus, que ficou conhecido como Holocausto, durante a Segunda Guerra Mundial. Porém, há um crime, protagonizado pelos turcos, de que pouco se fala, mas mostra uma face terrível desses delitos contra a humanidade.

Desenterro de ossos de armênios mortos no genocídio

No final do Século XIX, o Império Turco-Otomano controlava uma extensa faixa de terra que atravessava países e continentes. Muitos povos foram sufocados e oprimidos durante os anos de vigência desse poderoso conglomerado político. Controlados pelo Sultão, povos com menor poder bélico e que não constituíram exércitos foram suprimidos. Foi o caso do povo Armênio, de ampla maioria cristã.

Mulher armênia, vendida como escrava sexual, marcada com cruz pelos turcos

Quando a Primeira Guerra estourou, esses povos tentaram declarar a independência do Império Turco. Intelectuais, políticos e militares dessas etnias lutavam pela autonomia do próprio povo.

Então, essas atitudes serviram como justificativa para que os turcos, munidos de um sentimento nacionalista, dessem início ao extermínio dessas populações. E começaram pelos armênios, acusados de terem se aliado com os russos. Inimigos mortais do império turco otomano na época.

Armênios Mortos em frente à uma igreja

A título de vingança e para mostrar a força e o poder bélico, autoridades políticas e militares autorizaram e planejaram o extermínio. A ordem veio do Primeiro Ministro Mehmet Talaat, o início do conflito foi autorizado pelo Sultão Abdul-Hamid II e o genocídio se iniciou pelas mãos do ministro da guerra, Ismail Enver, um nacionalista fanático e cruel.

Soldados turcos exibem a cabeça de lideres religiosos armênios

As estratégias adotadas para matar os armênios consistiam em três passos. Primeiro uma ordem foi expedida para enviar homens armênios em idade fértil para os campos de batalha, com a única e exclusiva atribuição de cavar trincheiras no meio da terra de ninguém (espaço em que ocorria a batalha armada). Durante as escavações, os armênios eram mortos como moscas.

Cabeças de líderes armênios

O segundo passo foi decretar expurgos das áreas urbanas das cidades armênias e colocar as mulheres, velhos e crianças em campos de concentração, nos quais nem comida forneciam.

O terceiro passo era a violência simbólica. No caminho para os campos de morte, mulheres eram estupradas, crianças lançadas vivas no mar negro para se afogarem, velhos eram deixados sem água e fetos eram arrancados do ventre de suas mães através das lâminas das baionetas, tudo para causar o maior medo possível nos membros da etnia armênia.

Armênios são enforcados em praça pública

Entretanto, a violência não termina aí. Para criar mais simbolismo nas execuções, os turcos crucificavam intelectuais, pessoas armênias famosas e influentes. A ideia era ostentar uma violência simbólica sobre a religião dos armênios, de ampla maioria cristã.
As meninas acima de 14 anos eram vendidas como escravas sexuais e depois executadas a sangue frio.

Armênios mortos e empilhados

Ao fim dos três anos de extermínio, estima-se que um terço o povo armênio tenha sido dizimado. O Império Turco-Otomano foi um dos perdedores da Guerra e se desfez. Mas até hoje a Turquia, país sede do Império Turco, não assume publicamente que houve um genocídio, o que causa uma revolta legítima do povo armênio que, através de seus intelectuais, artistas e políticos, cobra as devidas indenizações e assinatura de culpa.

Homem turco instiga crianças famintas com um pedaço de carne

Referências:

https://www.historiadomundo.com.br/idade-contemporanea/genocidio-armenio.htm

https://www.britannica.com/event/Armenian-Genocide

https://www.bbc.com/news/world-europe-16352745

https://www.armenian-genocide.org/genocide.html

The Armenian Genocide: A Captivating Guide to the Massacre of the Armenians by the Turks of the Ottoman Empire

Please follow and like us: