A primeira máquina de hemodiálise da história

A primeira máquina de hemodiálise da história, desenvolvida pelo médico holandês Willem Johan Kolff

Insuficiência renal é um problema de saúde terrível.

Mas, antes da década de 1940, quem desenvolvia essa enfermidade tinha pouco tempo de vida. O médico Willem Jojsn Kolff trabalhava com pesquisas que tentavam reproduzir órgãos artificialmente.

Após vivenciar o sofrimento de um amigo que tinha problema renal, Willem passou a trabalhar incessantemente para descobrir uma forma de criar um rim artificial.

Foi, então, que ele desenvolveu, em 1941, junto com uma equipe de cientistas e amparado por inúmeras pesquisas médicas anteriores, a primeira máquina de hemodiálise.

O equipamento era formado por 40 metros de tubos feitos de material poroso (celulose), enrolados em uma espécie de carretel giratório.

O sangue era coletado por uma bureta, com a ajuda da gravidade, o líquido da vida girava e passava em uma solução de diálise, responsável pela limpeza e filtragem. Assim que o processo terminava, o sangue voltava ao paciente.

Mesmo sendo inventado em 1941, o equipamento só foi colocado para funcionar em 1943 e foi experimentado em 15 pacientes.

Uma delas, Sophia Schafstadt, estava em coma no início do tratamento e, pouco a pouco, após várias sessões, voltou a acordar. Viveu mais alguns anos.

Após esses testes, as máquinas de hemodiálise foram sendo aperfeiçoadas. Hoje em dia, é um tratamento que, apesar de sofrível e penoso, consegue manter o paciente vivo e exercendo boa parte de suas atividades.

Please follow and like us: