Biqueira de Ópio: a Inglaterra já foi o maior traficante de drogas do mundo.

Atualmente, os países sul-americanos são acusados pelas grandes potências europeias de serem as principais localidades envolvidas na produção e exportação de entorpecentes, mas, o que muitas pessoas não sabem, é que a Inglaterra já foi a maior traficante de drogas da história, durante quase duas décadas.
Durante o século XIX, o país vivia um momento que ficou conhecido na história da sociedade como a Segunda Revolução Industrial. Como o país havia encabeçado a Primeira Revolução, a Inglaterra se configurava como localidade mais avançada no comércio internacional. Tanto que suas indústrias passaram a produzir, buscar matérias primas e mercado consumidor muito além da Europa e da América. O alvo, em meados do século XIX, foram os países asiáticos, especialmente a China, que contava com a maior população do mundo, já naquele período.

O que foi a Revolução Industrial? - Resumo de tudo sobre a Revolução  Industrial - Toda Matéria
Uma fábrica na Inglaterra – 1822


Com a pressão da burguesia, emissários foram enviados ao país asiático para tentar convencer o Imperador Daoguang a aceitar os produtos ingleses e a abrir as portas da China para o comércio internacional.
O Imperador não se mostrou interessado pelos produtos ingleses e se recusou a liberar a importação desse tipo de produto no país.
Com a negativa, o governo inglês fez vistas grossas para o início da inserção de uma substância feita da papoula, conhecida como ópio. Grandes empresários ingleses, com a ajuda do governo, passaram a inserir dentro da China a droga.

Viático de Vagamundo: First opium war 1839-1842 (Primeira guerra do ópio)
Casas de Ópio eram comuns na China


O consumo causou adicção até em crianças e, rapidamente, o Imperador proibiu qualquer tipo de venda e importação. Sabe-se que o governante chinês foi convencido por um Ministro que, na tentativa de mostrar o quão era prejudicial o uso de Ópio, lhe falou: “Majestade, o preço da prata está caindo por causa do pagamento da droga. Em breve, vosso império estará falido. Quanto tempo ainda vamos tolerar este jogo com o diabo? Logo não teremos mais moeda para pagar armas e munição. Pior ainda, não haverá soldados capazes de manejar uma arma porque estarão todos viciados.”
E, realmente, parte significativa do exército chinês estava viciada na droga. Mesmo após a proibição, a Inglaterra continuou exportando toneladas e toneladas da substância. Chegando a colocar dentro do país asiático 360 mil toneladas da droga em poucos anos. Números assustadores.

Cartoon Opium War, 1864 Painting by Granger


O ópio foi um produto que não se resumiu apenas à China. Ele chegou a outras regiões também. Localidades atualmente conhecidas como Indonésia, Vietnã, Laos e Mongólia também foram afetados pelo tráfico inglês. Tanto que esses países, ainda hoje, possuem leis fortíssimas para punir o tráfico internacional se drogas.

O que foi a Guerra do Ópio? | Super

Com o descontrole no uso do ópio e muitos prejuízo contabilizados o Imperador Chinês entra em Guerra contra a Inglaterra e esse conflito será chamado historicamente de “A Guerra do Ópio”. O conflito abalou de vez as relações econômicas entre as duas potências e causa ruídos nas relações internacionais até hoje, mais de 150 anos depois.

Referências:

https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-70942005000100015

https://super.abril.com.br/mundo-estranho/o-que-foi-a-guerra-do-opio/

http://www.abphe.org.br/uploads/ABPHE%202017/10%20Hist%C3%B3ria%20e%20forma%C3%A7%C3%A3o%20do%20mercado%20das%20drogas.pdf

Please follow and like us: