Os 99 anos de Paulo Freire

Alunos das mais variadas idades são alfabetizados por Paulo Freire, durante a experiência de Angicos, processo conhecido no mundo inteiro como o mais efetivo trabalho de alfabetização da história.

Em 40 horas, o educador pernambucano alfabetizou cerca de 300 pessoas.

As primeiras palavras que os moradores de Angicos aprenderam a escrever foram:

  • Esperança
  • Trabalho
  • Sonho
  • Cimento
  • Enxada

O método consistia em ensinar a ler as palavras e o mundo, para tal, trabalhava a alfabetização a partir de temas geradores mais próximos dos trabalhadores; ao invés do uso do “vovó viu a uva”, usavam-se termos como tijolos, enxadas, trabalho.

Além dessa técnica, Freire também incentivava a autoestima daquela população excluída e os colocava como protagonistas de sua própria história.

Freire precisou fugir do Brasil e seu método, que seria adotado por João Goulart, foi substituído pelo Mobral a mando dos Generais da Ditadura Militar.

Please follow and like us: